Escolha uma Página

Alberto Santos Dumont foi uma das celebridades brasileiras mais conhecidas no mundo. E não à toa. Ele é considerado por muitos como o pai da aviação. Daí, já é possível imaginar sua grande importância na evolução dos meios de transporte aéreos, certo? Confira um pouco mais sobre suas aeronaves e sua vida.

Quem foi Santos Dumont?

Santos Dumont nasceu em Minas Gerais e foi o responsável por projetar, construir e voar os primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina. Vencedor do Prêmio Deutsch em 1901, após contornar a Torre Eiffel com o seu dirigível Nº 6, ele foi uma das pessoas mais famosas do século XX.

O aeronauta, em 1906, foi o primeiro a decolar de um avião impulsionado por um motor a gasolina, com o Oiseau de Proie. Seus primeiros voos foram homologados pelo Aeroclube da França como os primeiros voos de aparelho mais pesado que o ar. No entanto, há uma discussão sobre se Santos Dumont é o responsável pelo primeiro voo num avião.

Boa parte do mundo entende que o avião foi inventado pelos irmãos Wright, inclusive a Federação Aeronáutica Internacional. Para a FAI, os irmãos foram os primeiros a realizar um voo controlado e motorizado, em aparelho mais pesado do que o ar, em 17 de dezembro de 1903.

santos dumont

Ao mesmo tempo, o 14-Bis de Santos Dumont teve uma decolagem autopropulsada, tendo sido a primeira atividade esportiva da aviação a ser homologada pela FAI, 

Quais foram seus principais projetos de aeronaves?

Santos Dumont projetou balões, aviões e dirigíveis. O Brésil é um balão envelope de seda japonesa, com 113 m³ de capacidade, que voou em 4 de julho de 1898. No entanto, a mais famosa aeronave de Dumont é o avião 14-Bis. Com design biplano com a cauda para a frente, ele ganhou, em 12 de novembro de 1906, o prêmio do Aero-Club de France por ter sido o primeiro voo oficialmente observado de mais de 100 metros. Outra aeronave famosa é o nº 19 Demoiselle, a primeira aeronave ultraleve prática.

Dirigíveis

O brasileiro também foi responsável por projetar vários dirigíveis. Dentre eles, se destacam:

Nº 1

Seu primeiro voo foi em 18 de setembro de 1898. Tinha 25 metros de comprimento, 3,5 m de diâmetro, e 180 m³ de capacidade. Apesar de ser manobrado bem, a perda de pressão causou sua destruição no segundo voo (20 de setembro).

Nº 3

Construído para evitar a perda do formato por falta de pressão interna. Era menor que o 1º, mas com quase o dobro de diâmetro e capacidade de 500 m³. Não tinha balonete montado. Voou pela primeira vez em 13 de novembro de 1899.

Nº 5

Sua maior inovação foi utilizar um envelope alargado, corda de piano para suspender a gôndola, e a inclusão de tanques de água como lastro. Foi construído para o prêmio Henry Deutsch de la Meurthe (voo do campo do Aero-Club de France até a Torre Eiffel), o que não aconteceu.

Inclusive, na segunda tentativa, quase houve um desastre. A aeronave ficou sem energia e sem qualquer forma de inflar o balonete, foi soprada de volta para a torre e para cima de um telhado do Hotel Trocadero, onde houve estouro do envelope. Santos-Dumont ficou suspenso acima do pátio do hotel, e foi resgatado pela brigada de incêndio de Paris.

Nº 9 (Baladeuse)

Construído como o menor dirigível, tinha capacidade de 220 m³;

Nº 10 (Omnibus)

Destinado ao transporte de doze passageiros, além do piloto e um segundo membro da tripulação. No entanto, fez somente voos de teste em 1905. Tinha 48 metros de comprimento, 8,5 m de diâmetro, e 2010 m³ de capacidade;

Nº 14 (dirigível)

Possuía um envelope muito alongado, de 41 metros de comprimento e volume de 186 m³, mas foi substituído posteriormente por um envelope curto. Era alimentado por um motor de motocicleta Peugeot de 14 2-cilindro.

Como Santos Dumont morreu?

Apesar de os médicos legistas assinarem o atestado de óbito de Santos Dumont, registrando a morte como ataque cardíaco, o aeronauta brasileiro se suicidou, enforcado com a gravata, de acordo com as camareiras que encontraram o corpo.

santos dumont

A motivação do suicídio, conforme narra Paul Hoffman, no livro “Asas da Loucura: A extraordinária vida de Santos-Dumont”, foi a angústia em ver sua criação sendo utilizada como guerras. 

A revolução constitucionalista de 1932 foi uma investida do estado de São Paulo contra o governo de Getúlio Vargas. No conflito, aviões atacaram o Campo de Marte (São Paulo) em 23 de julho. Há relatos de que a visão de aviões em combate causou uma profunda angústia em Santos Dumont que, nesse dia, tirou sua própria vida aos 59 anos de idade. 

Santos Dumont teria dito: “Eu nunca pensei que minha invenção fosse causar derramamento de sangue entre irmãos. O que eu fiz?”

As aeronaves de Santos Dumont são famosas no mundo inteiro. O pai da aviação, para nós brasileiros, tem importante papel na evolução tecnológica das aeronaves. Falando nisso, você conhece as aeronaves mais rápidas do mundo?

Fotos de Opinião e Notícia, FAB e Veja.

Conheça o Aeroporto Terravista

Facebook Comments

Precisa de ajuda?Fale conosco