Escolha uma Página
O Samba é uma das manifestações culturais brasileiras que mais possuem prestígio internacional, e sua história começa na Bahia através dos escravos africanos que construíram um acervo cultural incrível.

Olá, tudo bem?

Hoje falaremos um pouco melhor sobre como esse movimento musical e cultural se tornou tão importante na história das raízes de nosso país.

Portanto, caso queira conhecer um pouco melhor do que se trata, como surgiu e quais são os principais nome do Samba, acompanhe-nos até o final e deixe um comentário.

Vamos lá, leia conosco!

O que é realmente o Samba?

O que é realmente?

O que é realmente?

E o você sabe realmente o que é o Samba? Apesar de conhecermos por vivencia-lo ou então vermos na televisão, nem sempre o conhecemos por completo.

Como mencionamos na introdução, na matéria de hoje falaremos sobre tudo aquilo que envolve o Samba, desde sua origem até mesmo a sua própria definição.

Ele é muito mais do que um ritmo musical e que expressa arte através de uma dança única, o Samba também é história!

Considerado um dos elementos mais culturais e representativos da cultura brasileira, é impossível imaginarmos nosso país sem sambistas e suas músicas marcantes.

Mas, como foi formado? Quais são suas bases artísticas e musicais? Trata-se de uma miscigenação entre elementos europeus com a música raiz africana.

Apesar de cada região possuir esse movimento musical de uma maneira um pouco diferente, a sua alegria e envolvência corporal é mantida em todo o território!

E você sabe qual é a origem do Samba? Não? Então nos acompanhe!

Origem do Samba

Origem afro-brasileira

Origem afro-brasileira

Mas, e de onde nasceu o samba? Como surgiu esse movimento tão marcante dentro da história cultural brasileira, reconhecido em todo o mundo?

Assim como a grande maioria da base musical e cultural brasileira, os sambistas também são influenciados pela cultura negra, trazida da África através dos escravos.

Além de características únicas, os africanos trouxeram consigo um acervo cultural que molda nossa história e sociedade brasileira até os dias atuais.

O Samba faz parte disso.

O ritmo africano unido a outros movimentos europeus, formou o que conhecemos pelo Samba hoje. Esses movimentos também foram marcantes na Europa pós-renascimento.

São estilos como:

  • Mazurca;
  • Minueto;
  • Polva;
  • Valsa;
  • Entre outros.

O nome do movimento cultural ainda é uma incógnita quando falamos sobre sua origem, mas acredita-se que as “festas para dançar”, feitas pelos escravos da Bahia eram chamados de “Sambas”.

Recôncavo Baiano e Rio de Janeiro

Sambas de roda do Recôncavo Baiano

Sambas de roda do Recôncavo Baiano

O berço do estilo cultural é na Bahia, como já mencionamos, mais especificamente na região do Recôncavo Baiano, onde as festas para dançar ou então “Sambas”, como eram chamadas, aconteciam.

O local é marcado não somente pelo histórico da música, mas também por ser um centro onde possuíam o costume de dançar, cantar, tocar instrumentos em roda e também prepararem seus pratos típicos africanos.

Mas, após a abolição da escravatura, em 1888, e a institucionalização da República no ano seguinte, em 1889, o centro do Samba mudaria de local, chegando até o Rio de Janeiro.

Não é preciso falar muito sobre como as artes da dança e da música se dissiparam nesse local, afinal, as principais manifestações culturais brasileiras que conhecemos hoje vieram do estado carioca.

Após esses dois momentos marcantes, muitos negros se dirigiram a então capital brasileira, Rio de Janeiro, pois estavam em busca de trabalho.

Dessa forma, levaram consigo na bagagem, toda a cultura afro-brasileira construída na Bahia.

Mas, todos os movimentos negros ou africanos eram vistos como crime em nosso país, assim como o candomblé, a capoeira e outras manifestações.

Portanto, era necessário um local mais reservado para a prática do Samba. Foi aí que surgiram as casas das “tias” ou “vovós”, matriarcas que sediam suas casas ou locais para o movimento se propagar.

Como se tornou o Samba que conhecemos hoje?

Sapucaí

Sapucaí

Mas, e como a manifestação cultural se familiarizou com o cotidiano brasileiro a ponto de se tornar conhecido mundialmente como é hoje?

Foi necessária a intervenção de alguns nomes conhecidos no meio cultural da época, para que a manifestação chegasse a ser algo mais comum, mas ainda sem o seu nome principal.

Era conhecido como choro, valsa-choro e até mesmo tango, músicas e instrumentalizações produzidas por nomes como Heitor Villa-Lobos, Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth.

Vários outros nomes ainda marcariam a história dos sambas que conhecemos hoje, como é o caso de Mauro de Almeida e Donga, criador do primeiro samba brasileiro, intitulado como “Pelo Telefone” e lançado no ano de 1917.

Aos poucos, a manifestação fora entrando em grandes salões de elite por meio de outros nomes marcantes da história cultural brasileira, como a própria Carmen Miranda, essa que também levou o Samba às estações de rádio.

Vale ressaltar que atualmente a manifestação cultural é reconhecida como patrimônio cultural nacional e também como uma das principais bases musicais do país.

Carmen Miranda

Carmen Miranda

E então, o que achou da matéria que trouxemos sobre o Samba? Sabia de sua história e de como ela decorreu ao passar dos anos? Ficou alguma duvida em relação a conteúdo que trouxemos?

Conte à nós, comente abaixo. Até a próxima!

Conheça o Teatro L'Occitane

Facebook Comments

Precisa de ajuda?Fale conosco