A Mata Atlântica é um dos seis biomas brasileiros. Esse bioma possui uma biodiversidade impressionante e um impacto ambiental significativo, logo, há grande preocupação em preservá-la. Presente em nosso litoral, esse conjunto de vida vegetal e animal possui características específicas.

Aprenda um pouco mais sobre esse bioma!

Ecossistemas e biodiversidade

A princípio, é preciso entender que a Biodiversidade (ou a diversidade biológica) é a variedade de ecossistemas, genes e espécies existentes no mundo ou num determinado habitat. Portanto, essa variedade é o resultado da natureza em si, sem intervenção humana, motivo pelo qual pode mudar conforme as diferentes regiões ecológicas.

Em suma, é a variedade de vida na Terra, incluindo a variedade genética e de espécies de fauna, flora, fungos microscópicos e micro-organismos.

Ecossistema é um conjunto de comunidades que vivem em um mesmo local e interagem entre si e com o meio ambiente. Assim, constituem um sistema equilibrado, estável e autossuficiente.  Ou seja, uma floresta é um ecossistema por conter vários seres vivos interligados. Enfim, um ecossistema deve reunir 4 fatores:

  • Fatores abióticos: componentes básicos do ecossistema.

  • Seres autotróficos: plantas verdes que produzem seu próprio alimento.

  • Heterotróficos: seres (animais) que não produzem seu próprio alimento e se alimentam de outros.

  • Seres decompositores: alimentam-se de matéria morta.

Os biomas brasileiros

mata atlântica

Segundo o IBGE, bioma é “um conjunto de vida vegetal e animal, constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e que podem ser identificados a nível regional, com condições de geologia e clima semelhantes e que, historicamente, sofreram os mesmos processos de formação da paisagem. Como resultado: uma diversidade de flora e fauna totalmente própria.”

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, existem seis biomas no Brasil:

  • Amazônia: maior bioma brasileiro, que engloba a maior bacia hidrográfica do mundo. Destaca-se pelo número de espécies, que equivale à metade de todas as espécies do planeta aproximadamente.

  • Caatinga: bioma rico em biodiversidade que ocupa cerca de 11% do território nacional. Situado predominantemente na região Nordeste, tem como característica a vegetação com plantas suculentas e espinhosas, e o clima seco.

  • Cerrado: segundo maior bioma da América do Sul. Possui grande endemismo (presença de espécies exclusivas da região) e perda rápida da vegetação (hotspot). É comparado às savanas africanas e australianas. Sua principal característica são as árvores com troncos retorcidos e cascas grossas.

  • Pampa: restrito ao Rio Grande do Sul e caracteriza-se por vegetação herbácea e arbustiva.

  • Pantanal: menor bioma brasileiro, possui uma das maiores extensões de área úmida do planeta.

  • Mata Atlântica: constituída por várias formações florestais e alguns ecossistemas associados.

Características do bioma Mata Atlântica

Sobretudo a Mata Atlântica é um bioma brasileiro cuja biodiversidade impressiona. Só para ilustrar, estudiosos apontam que existem cerca de 20.000 espécies de plantas, número superior ao de toda a Europa. Todavia, apesar de ser uma das áreas mais ricas em biodiversidade do planeta, é o bioma brasileiro mais devastado.

Atualmente esse bioma foi reduzido a 7% de sua área original. Vale destacar que a Mata Atlântica chegou a ocupar quase 15% do território nacional.

Ela se estende pela faixa litorânea desde o Rio Grande do Norte ao litoral de Santa Catarina. Seu clima tropical, quente e úmido provoca chuvas constantes na região costeira.

mata atlântica

Animais e vegetação da Mata Atlântica

A intensa devastação, felizmente, não foi suficiente para acabar com a grande variedade de animais e vegetais da Mata Atlântica. Ainda existe uma quantidade significativa de espécies, sendo catalogadas 160 espécies de mamíferos, 253 de anfíbios e mais de 6 mil exemplares de plantas endêmicas (grande variedade de epífitas: orquídeas e briófitas).

Boa parte dos animais brasileiros ameaçados de extinção estão presentes na Mata Atlântica. Quanto ao extrato vegetal, ele é constituído por um patamar mais alto, com árvores de estatura média de 35 metros, e outro mais baixo, caracterizado pela densidade arbustiva.

As folhas são típicas de florestas tropicais (latifoliadas e perenifólias, ou largas e persistentes). A Mata Atlântica apresenta árvores como o pau-brasil, o ipê, o jequitibá-rosa e o cedro.

A Mata Atlântica é um importante bioma brasileiro. Então, nos locais onde está presente, a população e o poder público têm o dever de protegê-la, contribuindo para a preservação ambiental e para a sustentabilidade.

Esse é o pensamento do Terravista Brasil, onde estão situadas duas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), que totalizam 362,53 hectares de conservação de Mata Atlântica. Com um Plano de Responsabilidade Socioambiental em vigor desde 2005, o Terravista realiza diversas ações voltadas para a comunidade e para o público interno sobre temas ambientais relacionados à Mata Atlântica.

Quer conhecer um pouco mais o Terravista? Estamos em Trancoso esperando sua visita!

Fotos de Parque das Aves e UnespCiência.

Conheça o nosso conceito!

Facebook Comments

Precisa de ajuda? Fale conosco